loading…

Fecomercio

Ico-arrow_left Ico-arrow_right    

O Concurso Público Nacional de Arquitetura e Urbanismo para o Complexo do Sistema Fecomércio, SESC e SENAC, solicitava a elaboração de um Plano Diretor para a implantação de um Centro Educacional com o apoio de um Centro de Convívio e de Eventos em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Foi organizado pelo IAB/RS e promovido pela própria Fecomércio, junto ao SESC e ao SENAC.

Ao norte do centro histórico e às margens da rodovia Marechal Osório, Rodovia 290, a área conforma um setor de expansão da região metropolitana da capital gaúcha e corresponde a um terreno alagadiço, várzea do rio Gravataí. Essa situação colocava uma condição sazonal à própria ocupação, com a mudança de paisagem na época das cheias.

O novo complexo Fecomércio, SESC e SENAC em Porto Alegre, seria transformado, pela proposta apresentada, em um arquipélago de trabalho, lazer e educação em meio ao terreno alagadiço do Rio Gravataí. Como um arquipélago natural de ilhas, o complexo preservaria a área alagadiça e deixaria intacto o solo para estabelecer uma relação intrínseca entre os edifícios e a paisagem.

O território, nessa condição, passaria a ser não apenas um suporte da implantação dos edifícios, mas uma peça fundamental do complexo, definindo mesmo a estratégia de intervenção.

Como partido, foi proposto um edifício (ou uma “estrutura-ponte”) como referencial para a ocupação de área esvaziada de pré-existências.

A partir dele, foi sugerida uma cota horizontal única como plano de referência, que se dispõe acima do solo, sem tocá-lo. Essa cota estabeleceria conexões e possibilitaria os percursos sombreados, fator importante quando se leva em conta o clima local.

Articulados a ela, vários edifícios abrigam os programas. A maioria deles teriam poucos pavimentos e alta densidade, conformando as ilhas.

As diferentes ilhas acabariam por gerar grande variedade de situações espaciais — pequenas baías, praias, pontes, espaços abertos, pátios — estabelecendo diversas escalas, demarcando os lugares e incentivando usos imprevisíveis.


O arquipélago

Para uma área distante do núcleo urbano, ladeada pela Rodovia Marechal Osório e cercada por linhas d’água — uma várzea alagadiça — pareceu-nos interessante propor uma implantação fragmentada, onde os edifícios pudessem se dispor por toda a extensão da área, sem que ela fosse inteiramente aterrada. A cota desejada seria atingida somente nos pontos correspondentes aos edifícios.


A estrutura-ponte

Um importante eixo articulador da área (acessos e pontos de transporte público) inaugura a implantação. A partir dele, distribuem-se as “ilhas”. A estrutura-ponte cria referência, pela dimensão e resolução construtiva (estrutura metálica). Abriga estacionamento e um percurso (bulevar) de pedestres com área de alimentação, lojas e estar.


Paisagem dinâmica

“Não há oposição à paisagem, tampouco uma vontade de integração a ela. (…) Trata-se de um campo comum onde um supõe o outro.” (Anne Marie Sumner, 1993)
Nos meses em que o Rio Gravataí alaga os terrenos do entorno, tiramos partido dessa transformação da paisagem como transformação espacial.

A água alaga a partir da parte sul do terreno e, aproveitando as pequenas ondulações e pôlderes já existentes no solo, alguns trechos serão mais rebaixados e outros mais elevados. Estas serão as marcas que orientarão o paisagismo, criando-se uma multiplicidade de pequenas ilhas e caminhos.

Quando o período é de seca, os campos abertos poderiam ser usados por funções adicionais e eventos especiais (caminhada, paisagem produtiva, retenção de água em lagos permanentes etc).

Local:
Porto Alegre, RS

Data:
2011

Cliente:
Complexo do Sistema Fecomércio – RS / SESC / SENAC

Concurso:
Concurso Nacional

Arquitetura e Urbanismo:
VIGLIECCA&ASSOC
Hector Vigliecca, Luciene Quel, Ronald Werner, Neli Shimizu, Caroline Bertoldi, Bianca Riotto, Fernanda Trotti, Fabio Pittas, Kelly Bozzato, Luiz Marino, Pedro Ichimaru, Sérgio Faraulo, Jaap Klaarenbeek, Kria Djoyoadhiningrat, Mark Klaarenbeek, Rutger Huiberts, Paulo Serra, Luci Maie

Bannersite8d

just a font pre-loader...