loading…

Centro Olímpico de Hóquei sobre Grama

Ico-arrow_left Ico-arrow_right    

O Centro Olímpico de Hóquei sobre Grama é composto por duas arenas, um campo de aquecimento e um edifício que comporta vestiários, centro médico e setor administrativo e cuja marquise cria uma ligação entre as arenas.
A principal arena tem 2.500 lugares permanentes e 5.300 temporários totalizando 7.800 assentos. O fundo da arquibancada fixa, que ficará de legado, está voltado para o acesso principal da área Norte do Parque Olímpico de Deodoro e seu desenho, impactante, partiu dessa situação particular.

Já a segunda arena não possui arquibancadas fixas e terá capacidade para 4.100 pessoas.

Um dos maiores desafios do projeto foi implantar os campos das arenas, que têm quase a dimensão de um campo de futebol cada (91,4 metros de comprimento por 55 metros de largura), além de um campo de aquecimento com metade do tamanho das arenas (45,7m x 55m), em um lote com divisas muito irregulares com poucos acessos e com uma área pré-definida esguia. O campo de aquecimento está localizado entre as arenas.

Havia ainda a necessidade de as arenas serem posicionadas na orientação solar correta (Norte-Sul) e proporcionar espaços para uma série de equipamentos temporários de apoio como arquibancadas, tendas de alimentação e acessos para as áreas de operações dos Jogos.

A execução dos campos exigiu precisão: sob a superfície esportiva de grama sintética estão duas camadas de asfalto, sendo uma base com espessura de 35 mm (com tolerância de +-3mm em 3m) e uma sub-base de 35mm (com tolerância de +-6mm em 3m), e uma camada de shockpad, material de borracha que absorve impactos. Tudo isso para garantir que a bola de 235 mm de circunferência role pelo campo sem saltos.

Os campos dispõem de grama sintética azul royal, padronização iniciada na Olimpíada de Londres, em 2012, com o intuito de tornar o esporte mais atrativo, além de promover melhor contraste com a bola.

Tanto as arenas quanto o campo de aquecimento são descobertos e contam com iluminação de grande envergadura para atender ao nível de iluminação exi-gida pelas novas tecnologias de transmissão televisiva, 4K e 3D. O sistema tem potência de mais de 2 mil lux e postes de cerca de 40m de altura.

Como legado, serão mantidas as áreas essenciais para treinamento e formação de atletas, como as duas arenas, o campo de aquecimento, parte da arquibancada e a marquise com vestiários, local para depósitos e escritório da Confederação Brasileira Hóquei. Está previsto que os pisos externos sejam parcialmente demolidos para dar lugar a mais áreas verdes.

Local:
Rio de Janeiro, RJ

Cliente:
Prefeitura do Rio de Janeiro, Ministério dos Esportes

Concurso:
Concorrência pública, 1º Lugar

Início do projeto:
agosto 2013

Término da obra modo jogos:
maio 2016

Término da obra modo legado:
dez 2016

Capacidade total de público:
11.900

Área construída:
4.000 m²

Bannersite8d

just a font pre-loader...