loading…

Área de Portais

Ico-arrow_left Ico-arrow_right    

A área denominada Colinas D’Oeste/Morro do Socó é a maior favela do município de Osasco, encontra-se situada numa área de grande declividade no Bairro Bonança, na divisa com o Município de Barueri, próximo ao Rodoanel, região metropolitana de São Paulo.

O projeto consistiu na reurbanização de parte dessa favela, tendo a legibilidade da geografia e da infraestrutura pública como fator determinante na forma das ocupações urbanas; o reconhecimento desta legibilidade é essencial na reconstrução da cidadania, favorecendo a apropriação social e estabelecendo sentido ao lugar.

São 542 novas habitações, que incluem áreas de lazer, comércios e áreas esportivas, e estabelecendo conexões com continuidade as estruturas consolidadas do lugar.


As arquiteturas:

Os conjuntos foram compostos por várias tipologias no intuito de se adequarem melhor à insolação, vistas, declividades, configuração e qualificação das áreas públicas, e para obter uma diversidade que permita a identificação natural de cada conjunto.

Apesar destas variáveis, todos os elementos construtivos estruturais têm a capacidade de se associarem convenientemente em solução de continuidade e com módulos construtivos coincidentes que facilitarão sua construção reduzindo os custos finais das obras.

Dentro das unidades, há uma diminuição de corredores internos de circulação e o aumento da “área de serviço” que permitem o uso apropriado principalmente para secagem das roupas. O déficit destas áreas em vários conjuntos existentes transforma as fachadas externas num grande varal, fator de degradação ambiental e exclusão quando o comparamos com a cidade formal.

A respeito das unidades de habitação, foram eliminados corredores internos de acessos e circulações cegas sem saídas; está comprovado por experiências anteriores que as imposições destas condições geram espaços de violência e de depredação. Assim, os projetos restringem a localização dos espaços condominiais de modo que estes estarão sempre sob o olhar dos próprios habitantes que exercerão um controle social sobre estas áreas.

Local:
Osasco, São Paulo

Data:
2007-2010

Cliente:
Prefeitura Municipal de Osasco

Área de intervenção:
69.304 m²

Área construída:
56.293 m²

Unidades habitacionais:
940 unidades, 9 tipologias, 40 a 55 m²

Densidade do entorno:
102,6 hab/ha

Densidade do projeto:
533 hab/ha

Arquitetura e Urbanismo:
VIGLIECCA&ASSOC
Hector Vigliecca, Luciene Quel, Ruben Otero, Neli Shimizu, Ronald Werner, Thaísa Froés, Caroline Bertoldi, Kelly Bozzato, Pedro Ichimaru, Adda Ungaretti, Gerônimo Stéfani, Ignácio Errandonea, Pedro Guglielmi, Fábio Pittas, Paulo Serra, Luci Maie.

Construção:
Construtora Gomes Lourenço
James Flor, Tiago Faria

Fotos:
Leonardo Finotti

Bannersite8d

just a font pre-loader...