loading…

Rio Claro - Aeródromo

Ico-arrow_left Ico-arrow_right    

O objetivo geral do Plano de Intervenção é a caracterização das áreas como centralidades regionais, por meio de sua reurbanização, considerando a possibilidade de investimento do capital privado, e seu caráter estratégico no conjunto das ações de interesse municipal.


Considerações gerais:

O Município de Rio Claro encontra-se numa situação histórica que pode ser definida como a grande oportunidade. Perante uma previsão de crescimento populacional e de futuros equipamentos urbanos como Centros de Tecnologia, Universidades, Indústrias, comércio e um quadro de ascensão social bastante acentuado, acentuado a uma pressão da iniciativa privada por novos investimentos. A cidade oferece áreas expectantes de mais de 600.000m² de área vazia dentro da estrutura física consolidada da cidade. Nada mais apropriado que considerar estas ilhas como setores especiais de crescimento e ainda como gatilho de contaminação transformadora para toda a cidade.

Pela experiência internacional dos últimos 20 anos tem se demonstrado que as transformações de valor numa cidade não partiram de planos diretores generalistas, e sim de projetos pontuais em áreas estratégicas.


Descrição das Intervenções para implementação do Plano

Considerando a tendência de crescimento populacional das cidades médias da rede urbana paulista e as principais características da gleba resultante da relocação do aeródromo de Rio Claro – a qual apresenta ocupação recente em seu entorno próximo, configurando-se como uma das áreas de expansão urbana do município, com crescimento populacional de 15 a 100% segundo os dois últimos censos demográficos – e localização privilegiada próximo à área central provida de infra-estrutura urbana, indica-se a elaboração de um projeto de parcelamento, uso e ocupação do solo que sirva como um novo modelo de ocupação para o crescimento da cidade, sem que haja a necessidade de extensão do tecido urbano.

Esta proposição se deve ao fato de que a expansão horizontal da urbanização, mesmo em cidades não metropolitanas, acarreta altos custos de infra-estrutura, transportes e equipamentos públicos ao poder público e aumenta os deslocamentos dentro da cidade, e ainda, a presença de áreas de preservação ambiental no entorno do atual perímetro urbano também limita a ocupação do território.

Este projeto de parcelamento, uso e ocupação do solo deverá privilegiar o uso residencial vertical destinado a diferentes faixas de renda, por meio do estabelecimento de diversas metragens de unidades habitacionais, e a definição de espaços públicos para a implantação de áreas verdes, equipamentos sociais e de lazer, utilizando-se as tipologias estabelecidas pela legislação urbanística vigente e proposta ou até mesmo sugerir a inserção de novas tipologias nas leis a serem elaboradas.

As principais intervenções na área do Aeródromo são:

Privilegiar a implantação de habitações

A área situa-se em um dos vetores de expansão da cidade e, com a relocação do aeroporto do município, seu projeto urbanístico deve tirar partido de sua localização estratégica mantendo ligações com a malha urbana existente, além de qualificar os usos comercial, de serviços e institucional propostos para a área.


Área verde com equipamentos de valor regional

Situada ao longo do principal acesso do município a partir da Rodovia Washington Luís (SP-310), valorizando a área objeto de intervenção e seu entorno e os demais usos (habitacional, comercial e de serviços), a fim de criar um diferencial em Rio Claro, capaz de gerar uma acessibilidade e visibilidade de caráter regional para a cidade.

Os equipamentos propostos poderiam vir a caracterizar Rio Claro como um pólo tecnológico na região, entre os quais estariam Escolas Técnicas, Universidades, Centros de Pesquisas Tecnológicas, um Centro de Convenções de grande porte, além de equipamentos coletivos de lazer, esportivos e culturais, todos inseridos dentro de um parque, gerando um foco de atração indiscutível na cidade e para todos os municípios do entorno.


Implantação de novas ligações viárias

Novas ligações viárias de caráter local e regional para melhorar a acessibilidade dentro da própria área de intervenção e com o entorno próximo, por meio de:
Ligações com as vias do entorno conectando o traçado do sistema viário existente principalmente no sentido Leste-Oeste e a implantação de vias de ligação Norte-Sul, todas bastante arborizadas e que possibilitem uma melhor distribuição do tráfego local;

Passeios de pedestres e ciclovias internas à grande área verde que facilitariam o acesso aos edifícios institucionais, de serviços, lazer, esportivos e culturais e as demais partes da área de intervenção, minimizando a necessidade de locais destinados a estacionamentos adjacentes às edificações e interconectando todas as áreas de habitação com o sistema de transporte público.


Habitação de interesse social

Reserva de terrenos para a implantação de habitação de interesse social (HIS), de forma a aproveitar a infra-estrutura existente, principalmente de transportes.

Local:
Rio Claro, SP

Data:
2008-2009

Cliente:
Prefeitura de Rio Claro

Área de intervenção:
36 ha

Arquitetura e Urbanismo:
VIGLIECCA&ASSOC
Hector Vigliecca, Luciene Quel, Ruben Otero, Ronald Werner , Thaísa Fróes, Neli Shimizu, Adda Ungaretti, Gerônimo Stéfani, Ignácio Errandonea, Pedro Guglielmi, Fabio Pittas, Paulo Serra, Luci Maie

Consultora de Urbanismo e Legislação:
Caroline Bertoldi

Bannersite8d

just a font pre-loader...